? ºC Pontes e Lacerda - MT

12 de novembro de 2018 - 15:26

Geral

12/08/2018 10:11

DISTRITO SANTA CLARA DO MONTE CRISTO CELEBRA 07 ANOS DE CRIAÇÃO

Comunidade fundada em 1966 pelo pioneiro João de Deus Ribas de Neira, foi transformado em distrito pela Lei nº 946/2011, de autoria do vereador Toninho Forte

No início de 1966 chegava na região oeste de Vila Bela da Santíssima Trindade, fronteira com a Bolívia, o casal João de Deus Ribas de Neira e Estelfina Flores Ribas de Neira oriundos do país vizinho com o intuito de começarem uma nova vida, e se estabeleceram nas proximidades “de la punta carreteira”, região da Candelária Velha, onde instalaram a Fazenda Santa Clara.

Com o passar dos anos e o crescimento da família (19 filhos), noras e genros, a necessidade de estudo dos filhos, netos, sobrinhos e outros membros agregados, o casal foi repartindo as terras da fazenda, e doou uma área para construção de uma escola. Em torno do prédio escolar surgiram residências, comércios e um Posto de Saúde, formando um pequeno núcleo comunitário que ficou conhecido como Comunidade Santa Clara.

CRIAÇÃO DO DISTRITO

Criado em 03 de junho de 2011 através da Lei nº946/2011 de autoria do vereador Toninho Forte, o distrito de Santa Clara do Monte Cristo ocupa aproximadamente 30% do território municipal (4100km²), possui 28% da população (4400 habitantes), contribui com cerca de 12% na economia, 20% no eleitorado (1500 eleitores) e faz fronteira com os municípios de Pontes e Lacerda e Porto Esperidião, e com San Vicente de La Frontera, na Bolívia.

Uma das características sociais relevantes do distrito é a formação de núcleos comunitários familiares e agregados, conhecidos como comunidades. O distrito é formado por várias comunidades, na maioria em homenagem à santos católicos em sua denominação: Santa Clara, Santa Luzia, Santa Lúcia, Santa Mônica, Nossa Senhora Aparecida, São Miguel, São Lucas, São Paulo, São Marcos, As Cruzes (Santa Cruz), Morrinhos (Nossa Senhora de Fátima) e Ponto Chique.

Politicamente o distrito tem importância municipal, pois conta com dois representantes na Câmara Municipal de Vereadores eleitos em 2016: Carlos Alberto de Oliveira (PV) e Moacir Rodrigues Parabá (PSDB). Em legislaturas anteriores, o distrito teve outros três vereadores. É de autoria dos vereadores Arueira e Edclay Lopes Coelho, a Lei nº1042/2013 que transfere a sede do governo municipal no dia 11 de agosto de cada ano para o distrito, e do ex-vereador Clézio Aparecido Freire, o Decreto Legislativo nº 010/2010, que torna obrigatória a realização de ao menos 3 (três) sessões ordinárias (itinerantes) anuais no distrito.

EMANCIPAÇÃO

Devido à grande distância que separa o distrito da sede do município, cerca de 180km pela MT199 (na seca), e 225km pelas MT 2165 e MT 174 (nas águas), é desejo dos moradores de Santa Clara emancipar-se de Vila Bela e se tornar município.

Em 2011 foi criada a AMAEA (Associação Matogrossense das Áreas Emancipandas e Anexandas), com o objetivo de identificar e mapear os possíveis distritos e outras localidades que poderiam se tornar município. Na data, existia na Assembleia Legislativa estadual 56 processos com pedidos de emancipação, mas, após a verificação dos critérios exigidos para a finalização do certame emancipatório, apenas vinte localidades reuniam as condições básicas para isso, entre os quais, a antiga comunidade Ponta do Aterro, denominação anterior do distrito de Santa Clara do Monte Cristo.

A vocação econômica do distrito é basicamente pecuária de corte, mas, devido as boas terras que possui, nos últimos anos vem atraindo a atenção de produtores de soja e milho que realizaram diversos estudos e análise na região para a implantação dessas culturas, além da possibilidade de exploração turística, como a instalação de hotéis-fazenda para observação de pássaros, animais silvestres e outros.

Para o vereador Arueira, a ideia de emancipar o distrito “é muito interessante para os dois lados, pois vai atender de imediato a população local, com respostas mais rápidas dos poderes públicos, e também para o município de Vila Bela, que vai ter menos oneração administrativa e orçamentária, pois hoje gasta-se muito mais para a prefeitura enviar uma máquina tipo pá carregadeira para o distrito, do que se tivesse aqui os próprios maquinários, pois aí dispende, mão de obra, combustíveis, manutenção, e a maioria das vezes, o serviço a ser feito, é de rápida execução. Acho que todos ganharão, principalmente os moradores do distrito de Santa Clara”.

CELEBRAÇÃO

Na noite de sexta-feira, 10, a Câmara de Vereadores realizou mais uma sessão itinerante no distrito, com a presença da maioria dos vereadores, do vice prefeito André Bringsken, do prefeito Wagner Vicente da Silveira, do Secretário Distrital Sebastião Alves Garcia, e outras autoridades e foi bem prestigiada pelos munícipes.

A sessão ordinária aconteceu em homenagem à data de comemoração da fundação do distrito, e todos os vereadores presentes desejaram boa sorte e parabéns ao distrito, e alguns manifestaram apoio à ideia de emancipação, colocando-se à disposição para colaborar com os trâmites legais e burocráticos que o processo exigirá.

No sábado, 11, dia de Santa Clara de Assis, o distrito celebrou a festa religiosa em homenagem à santa e comemoração da fundação do distrito. A Igreja Santa Clara recebeu 53 jovens de diversas comunidades, para o sacramento do Crisma, com Missa presidida pelo padre Éverton Luiz Macedo, e inaugurou o novo sistema de som além de um painel pintado na parede anterior ao altar, representando a adoração à cruz pelos santos Francisco e Clara.

No período vespertino, a subsecretaria de esportes do distrito, com organização do subsecretário Josemar Aguilera e da Secretaria de Assistência Social, com o apoio da primeira dama, Janaina Rodrigues de Lara, realizou diversas atividades com crianças, jovens e adultos, como corridas e brincadeiras alusivas aos 52 anos do distrito. Um dos destaques foi a disputa entre os vereadores Arueira, Moacir e outros “atletas”, na qual o cabo aposentado do exército, mostrou que ainda é um bom corredor e levou a melhor.

À noite, a Danceteria Bom Gosto, de propriedade do senhor Severino Amâncio Alberti realizou um culto em homenagem à Santa Clara, prestigiando o público com jantar com churrasco e grande baile com animação da banda Os Tree Bol.

Neste domingo, 12, dia dos pais, a coordenação da Igreja Santa Clara realizará um Torneio de Futebol Society, com o objetivo de angariar fundos para o pagamento do sistema de som, adquirido junto a empresa Genius Som, de Pontes e Lacerda.

 Edy Salis DRT2189/MT

 


Busca

Sobre

PONTES E LACERDA MT
E-mail: Portallacerdense@gmail.com
 
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo