informe o texto

Notícias Economia

MARFRIG DIVULGA RESULTADO OPERACIONAL RECORDE E LUCRA 109 MILHÕES DE REAIS NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2022

São Paulo, 3 de maio de 2022 - A Marfrig (B3:MRFG3 e ADR Nível 1: MRRTY), líder global em produção de hambúrgueres e uma das maiores empresas de carne bovina do mundo, apresentou hoje à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) seus resultados fiscais relativos ao primeiro trimestre de 2022. No período, tradicionalmente marcado pela sazonalidade do setor, a companhia mostrou avanços significativos em todos os seus indicadores financeiros e operacionais.
 
A receita líquida foi de 22,3 bilhões de reais, crescimento de 29,6% na comparação anual. O Ebitda ajustado alcançou 2,7 bilhões de reais no 1T22, alta de 60,9%, e a margem Ebitda ajustada foi de 12,3% (avanço de 239 bps). A Marfrig alcançou um lucro líquido de 109 milhões de reais e o fluxo de caixa operacional foi positivo em 1,2 bilhão de reais, resultado do melhor desempenho das operações em todas as regiões nas quais a companhia opera.
 
Outro destaque do trimestre foi o índice de alavancagem, medido pela relação entre dívida líquida e Ebitda ajustado nos últimos 12 meses. No final de março, esse índice atingiu 1,53x em dólares e 1,36x em reais. A manutenção do baixo patamar de endividamento, fruto de uma política corporativa de disciplina financeira, fez com que, em abril, a agência internacional de classificação de risco Standard and Poor’s – “S&P” anunciasse a elevação da nota de crédito da empresa, em escala global, para BB+. A Marfrig fica, assim, a um passo do grau de investimento. 
 
“Mesmo em um trimestre tradicionalmente desafiador para o setor de carne bovina, conseguimos avançar em todos os nossos indicadores, tanto na América do Norte quanto na América do Sul”, diz Marcos Molina dos Santos, fundador e presidente do Conselho de Administração da Marfrig. “Esses resultados demonstram o quanto estamos comprometidos com a excelência na operação e com a disciplina nas finanças. Temos sido muito consistentes nessas duas frentes.”
 
Além do foco recorrente no crescimento orgânico – os investimentos nas operações totalizaram 462 milhões de reais no primeiro trimestre de 2022 – a Marfrig consolidou sua posição na BRF, uma das maiores empresas de bens de consumo do país, ao longo do primeiro trimestre de 2022. Em janeiro, a companhia acompanhou o follow on da BRF e manteve sua participação de 33,27%, o que representou um novo investimento de 1,8 bilhão de reais em novas ações. Em março, a chapa apresentada pela Marfrig para compor o novo Conselho de Administração da BRF foi eleita majoritariamente.
 
Operação América do Norte 
 
No primeiro trimestre de 2022, a receita líquida da Operação América do Norte da Marfrig, representada pela norte-americana National Beef, atingiu nova marca histórica: 15,8 bilhões de reais (3 bilhões de dólares), crescimento de 30,6% em relação ao mesmo período do ano passado. A performance é resultado do incremento de 26,9% no preço médio total e do crescimento de 2,9% no volume de vendas no período. O lucro bruto da operação no trimestre foi de 2,8 bilhões de reais (538 milhões de dólares), alta de 59,5% na comparação anual. 
 
No primeiro trimestre do ano, a Operação América do Norte representou 71% da receita líquida total da Marfrig. O Ebitda Ajustado foi de 2,3 bilhões de reais (453 milhões de dólares), 63,4% superior na comparação anual, representando 87% do Ebitda total da companhia no trimestre. A margem Ebitda ajustado foi de 15% (alta de 304 bps no contraste anual). 
 
O mercado doméstico americano segue como maior consumidor dos produtos oferecidos pela Operação América do Norte da Marfrig (89%). Entre os mercados internacionais, Japão e Coreia do Sul geraram 60% das receitas de exportação da National Beef.
 
Com o bom momento do mercado, a Marfrig tem investido na expansão orgânica da National Beef nos Estados Unidos. Além da ampliação de um turno de abate em Tama, no Iowa, melhorias industriais estão sendo realizadas na planta de abate na cidade de Liberal, no Kansas, que devem adicionar 1.400 cabeças/dia à atual capacidade de produção, em 2023.
 
“Vivemos novamente um trimestre de crescimento robusto. A demanda do mercado norte-americano permanece forte e o cenário é de aumento do preço também no mercado internacional”, diz Tim Klein, CEO da Operação América do Norte da Marfrig.
 
Operação América do Sul
 
No primeiro trimestre deste ano, o volume de vendas da Operação América do Sul foi de 345.000 toneladas, um crescimento de 11% em comparação ao mesmo período de 2021. No período, a Marfrig registrou receita líquida de 6,5 bilhões de reais na região, avanço de 41,2% na comparação anual. O desempenho é consequência do maior preço médio total de vendas em 27,2%. Destaque para o aumento do preço médio de exportações, que, mesmo medido em dólares, avançou 37,1% entre os períodos.
 
As exportações representaram 65% da receita da operação, percentual recorde da operação, com crescimento de 473 bps em comparação ao mesmo período de 2021 e de 1.341 bps frente ao quarto trimestre de 2021. Nos três primeiros meses de 2022, aproximadamente 68% do total das receitas de exportação estavam ligadas às vendas para os mercados da China e de Hong Kong.
 
Além dos investimentos na construção da fábrica de hambúrgueres de Bataguassu, no Mato Grosso, que devem adicionar 24.000 toneladas à capacidade atual da companhia, há projetos de expansão em andamento na planta de Tacuarembó, no Uruguai, e de San Jorge, na Argentina.
 
O Ebitda ajustado da Operação América do Sul foi de 411 milhões de reais no primeiro trimestre de 2022, 94,9% superior a igual período do ano passado. A margem Ebitda alcançou 6,4%, 175 bps acima do 1T21. O lucro bruto foi de 654 milhões de reais, 63,7% maior na mesma base de comparação.
 
O projeto de eficiência operacional se mostrou importante mais uma vez: gerou 43 milhões de reais a mais no primeiro trimestre do ano em relação ao mesmo período de 2021.
 
“Os indicadores da Operação América do Sul mostram sinais de recuperação do mercado, tanto em volume quanto em preços”, afirma Miguel Gularte, CEO da América do Sul. “O importante é que estamos preparados para capturar todas as oportunidades que surgirem no cenário.”
 
 
Sitevip Internet