informe o texto

Notícias Política

Magistrada marca audiência para ouvir delatores em ação sobre suposto mensalinho pago a ex-deputado

27/06/2022 - 12:12

Arthur Santos da Silva - Site Olhar Juridico

A juíza Célia regina Vidotti, da Vara Especializada em Ações Coletivas, designou para o dia nove de agosto audiência de instrução em processo movido em face do ex-governador Silval Barbosa, do ex-deputado estadual Carlos Antonio de Azambuja e do ex-secretário de Estado, Pedro Nadaf. Processo aciona ainda Sílvio Cezar Correa Araújo, Valdisio Juliano Viriato e Maurício Souza Guimarães.

Ação versa sobre mensalinho e busca reparação do dano causado ao erário no importe de R$ 5,4 milhões, além de indenização em danos morais coletivos. Azambuja chegou a requerer revogação de medida de indisponibilidade de bens. O requerimento, porém, foi indeferido. Magistrada autorizou apenas avaliação sobre imóvel bloqueado em nome do ex-parlamentar.
 
Com relação às provas a serem produzidas, o representante do Ministério Público requereu o depoimento pessoal dos colaboradores premiados Valdísio Juliano Viriato, Silvio Cezar Correa Araujo, Silval da Cunha Barbosa e Pedro Jamil Nadaf, além das oitivas de duas testemunhas.
 
Maurício Guimarães pleiteou pelo seu depoimento pessoal, ao passo que Carlos Antônio de Azambuja requereu as oitivas de oito testemunhas, a fim de provar que o montante recebido nas dependências do gabinete do governador, se tratava de devolução de empréstimo concedido pelo Sindicato Rural de Pontes e Lacerda, para a campanha do ex-governador Silval Barbosa.
 
“Defiro a produção da prova oral pleiteada e designo a audiência de instrução para o dia 09/08/2022, às 14h30min”, finalizou a magistrada.
 
Sitevip Internet